..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

BELEZA | Tendência »

Mais cor nos cabelos

Cheios de personalidade, cabelos coloridos com tons fantasia ganham cada vez mais adeptas

Isabelle Luz - Publicação:24/10/2016 12:26Atualização:25/10/2016 13:03
Júlia Hochmüller colore os cabelos há mais de 10 anos e nunca se arrependeu: ela já trocou o louro natural por azul, por exemplo (Raimundo Sampaio/Esp.Encontro/DA Press )
Júlia Hochmüller colore os cabelos há mais de 10 anos e nunca se arrependeu: ela já trocou o louro natural por azul, por exemplo
Dizem que os cuidados com os fios datam de milênios e até mesmo Cleópatra disfarçava seus fios brancos com uma mistura feita a partir de óleos, bagas de zimbro e plantas. Tudo pela beleza. Preto, vermelho, loiro e castanho sempre tiveram seu lugar ao sol. Entretanto um movimento diferente vem invadindo as ruas das cidades: as chamadas cores fantasia. A paixão pelos tons pouco usuais é moda no Japão desde a década de 1990, porém o frisson tem crescido significativamente neste ano, ganhando as cabeças de celebridades como Rihanna e Katy Perry, sempre adeptas a penteados cheios de personalidade, e até mesmo Britney Spears, que se rendeu às nuances arco-íris. O ano de 2016 parece dar ainda mais espaço às madeixas do tipo, e vê-las em passarelas, clipes e até no cinema não é incomum. Um exemplo é a personagem mais celebrada do momento, Arlequina (Margot Robbie), de Esquadrão Suicida (2016).

A possibilidade de expressar a individualidade motivou a maquiadora do IM – Estúdio de Imagens, Faby Gonçalves, a experimentar diversas cores: verde, azul, roxo e laranja já estiveram em seus fios e ela chegou a ter o cabelo com três cores ao mesmo tempo. “Geralmente, pinto meus cabelos da cor que define o momento que estou passando”, conta.

Mayane Santos, profissional do studio Helio Diff, tem percebido o crescimento dessa tendência: “Sou colorista há quatro anos e é visível que maior procura por cores diferentes, como rosa e o azul. As mulheres estão se desprendendo do típico loiro/vermelho/preto”, diz. Mayane sempre indica às clientes a adoção de alguns cuidados, como a criação de um regime de nutrição e hidratação com produtos especiais para cabelos coloridos – com cores usuais, já que infelizmente ainda não há produtos específicos para tintas diferentes.

 A maquiadora Faby Gonçalves não tem medo de inovar nas cores:'Pinto os cabelos quando me dá vontade e a cor sempre representa o que estou vivendo no momento' (Raimundo Sampaio/Esp.Encontro/DA Press )
A maquiadora Faby Gonçalves não tem medo de inovar nas cores:"Pinto os cabelos quando me dá vontade e a cor sempre representa o que estou vivendo no momento"
Por ser uma química um tanto agressiva, é importante atenção na hora de fazer a mudança. As precauções se estendem para antes, durante e depois da coloração, como explica Maurício Ribeiro, da Beatheads: “O cabelo 100% natural chega a um tom mais puro, pois outras químicas podem acabar interferindo no resultado final. Entretanto, com química ou sem, cabelos com colorações diferenciadas precisam de cuidados constantes, principalmente por desbotar mais rápido e exigir mais retoques”, explica.

Precauções adotadas por Julia Hochmüller, estudante de psicologia. Naturalmente loira, ela pinta os cabelos desde os 11 anos e não tem medo de brincar nas escolhas, chegando a mantê-los semelhantes ao da personagem Cruella Devil, do filme 101 Dálmatas. “Uso xampus sem parabenos e, uma vez por semana, separo um condicionador e misturo com mel e vinagre de maçã, para reequilibrar a acidez dos fios e hidratá-los”, conta. Ela ainda usa óleo de argan para hidratar o cabelo e o desembaraça com as mãos para não quebrar os fios.

Isabella Cezário, colorista que faz sucesso no Instagram, pinta os cabelos desde os 12 anos. “Queria uma cor diferente, mas não encontrei nenhum salão que fizesse o que eu queria. Então comecei a estudar e aprender mais sobre coloração”, diz. Ela recomenda o uso de óleos e cremes para pentear e, principalmente, evitar lavar os fios todos os dias.

A estudante Ana Clara Cabral se diz uma apaixonada por mudanças: 'Nunca vou ter medo de experimentar cores' (Raimundo Sampaio/Esp.Encontro/DA Press )
A estudante Ana Clara Cabral se diz uma apaixonada por mudanças: "Nunca vou ter medo de experimentar cores"
E quem acha que as cores diferentes são apenas para cabelos lisos engana-se. Que o diga a cabeleireira e adepta de cores que poderiam completar um arco-íris Kami Já Coub. “Cheguei a ouvir que cores fantasia não combinavam comigo, nem ficavam boas em pessoas negras, o que é um absurdo”, explica.

É também importante lidar com os contratempos. No caso da estudante de publicidade Ana Clara Cabral, na primeira vez que pintou os cabelos, a cor desejada era a roxa, mas o trabalho acabou resultando em um tom rosa. “No fim das contas, o rosa mostrou mais a minha personalidade do que eu esperava e acabei ficando com ele por algum tempo”, relembra. Apesar da identificação com a cor, ela não parou por aí e agora finalmente está com os fios roxos. Isso, garante Ana Clara, até a vontade de mudar a cor dos cabelos bater novamente.
 
 
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017