..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

PET | Comportamento »

Brasília, amiga dos pets

Grupo de mulheres criou o ItDogsBrasília, movimento que pretende tornar a cidade mais amistosa para os cães, com a promoção de encontros dos animais e outros eventos em lugares diferentes da capital

Paloma Oliveto - Publicação:26/10/2016 09:34
Elas querem construir uma cidade "boa pra cachorro". Afinal, a capital do país abriga mais de 325 mil pets - 42% das residências da cidade são habitadas por algum bichinho de estimação, segundo um estudo do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal. Ainda assim, as opções de passeio com o melhor amigo no DF não são muitas e a cidade está longe de ser considerada "pet friendly", conceito aplicado a lugares onde os animais são recebidos de braços abertos.
Cães de todas as raças e tamanhos se reuniram no primeiro evento realizado pelo grupo de amigas (Paula Leon/Divulgação)
Cães de todas as raças e tamanhos se reuniram no primeiro evento realizado pelo grupo de amigas

Para mudar essa realidade, pessoas que se conheceram pelas redes sociais resolveram ir à luta. Elas formaram o ItDogs, grupo que pretende transformar a cidade em um paraíso para cães e seus tutores. Além do amor por animais, elas têm em comum o fato de manterem perfis de seus bichinhos no aplicativo de fotos Instagram. Foi assim que se aproximaram.

Primeiro, fizeram um grupo no WhatsApp, o Cachorrada de Brasília, para trocar fotos dos "bebês", informações sobre os pets e jogar conversa fora. Nos bate-papos, um tema era recorrente: a impossibilidade de passar mais tempo com o melhor amigo, barrado na maioria dos estabelecimentos comerciais e até em espaços públicos da cidade.

Foi assim que Dayane Siqueira da Silva, Rafaela Affonso da Costa,  Danielle Wolff e Paula Leon tiveram a ideia de criar o ItDogs, para organizar eventos e encontros em que possam levar seus animais. As quatro convidaram outros integrantes do Instagram e hoje lideram o grupo formado por 25 membros.
As fundadoras do ItDogs (da esq. para a dir.) Rafaela Affonso (com Chevi) Danielle Wolff (com Brisa), Paula Leon (com Cookie no colo e Milk no chão) e Dayane Siqueira (com Chico): 'Vamos movimentar a cidade', diz Dayane (Paula Leon/Divulgação)
As fundadoras do ItDogs (da esq. para a dir.) Rafaela Affonso (com Chevi) Danielle Wolff (com Brisa), Paula Leon (com Cookie no colo e Milk no chão) e Dayane Siqueira (com Chico): "Vamos movimentar a cidade", diz Dayane

Com direito a logotipo - uma releitura dos famosos azulejos de Athos Bulcão que ornamentam a igrejinha de Fátima -, camisetas e bandanas personalizadas, em pouco tempo elas já conseguiram realizar um sonho: fazer uma sessão de cinema onde os pets foram mais que bem-vindos.

Dayane conta que a ideia surgiu quando comentou no WhatsApp que, em São Paulo, tutores conseguiram levar os melhores amigos para ver um filme. Como Chico, o golden retriever da estudante, estava para completar 3 anos, ela sugeriu uma comemoração diferente: "Pensamos em ir com os cachorros para o drive-in, porque lá eles são aceitos. Queríamos ir à estreia do filme Pets - A Vida Secreta dos Bichos", diz. A sugestão foi aceita e logo tomou conta da rede: por que levar só meia dúzia de cachorros, quando todos da cidade poderiam ir?

Foi assim que surgiu o Cine PipoCÃO, evento que lotou o único cine drive-in do Brasil, ao lado do Autódromo, em meados de setembro. Entre 1,5 mil e 2 mil pessoas estiveram presentes, acompanhadas de seus cachorros. Tinha "cinéfilo" de todas as raças: rottweiller, pinscher, maltês, dachshund, poodle, beagle, buldogue, yorkshire, chow-chow, chiuaua, SRD. Todos muito bem-comportados.
Cães chegando com seus donos ao drive-in para assistirem ao filme exibido no Cine PipoCÃO: atração levou milhares de pessoas ao espaço no Autódromo (Paula Leon/Divulgação)
Cães chegando com seus donos ao drive-in para assistirem ao filme exibido no Cine PipoCÃO: atração levou milhares de pessoas ao espaço no Autódromo

Não houve brigas e, na hora da exibição do filme, os pets já haviam brincado tanto que só queriam saber de deitar no chão, enquanto os tutores, sentados em cangas, acompanhavam as aventuras do personagem Max na telona. "Tem muita gente que tem preconceito com raça e com cachorros grandes, porque acha que são agressivos. O evento mostrou que isso não tem nada a ver", afirma Dayane, que já sofreu na pele esse problema, ao passear com Chico, de porte grande, na Península dos Ministros.

O sucesso do PipoCÃO surpreendeu a estudante Rafaella da Costa, que foi acompanhada de seu bassenji Chevi, de 3 anos. "Não estávamos esperando tanta gente. Isso mostra que Brasília está precisando de mais espaço para os cachorros. As pessoas querem isso", diz. Em São Paulo, cidade que visitava frequentemente quando morava em Campinas, a jovem levava Chevi para cima e para baixo. "Lá, eles entram em qualquer loja, em shoppings, tem vários parcões. Aqui, o parcão é pequeno e está todo quebrado", diz, referindo-se ao espaço destinado aos cachorros do Parque da Cidade. Segundo alguns donos de animais, o local está abandonado.

Dona de um pet shop no Lago Norte e tutora dos malteses Brisa e Chico, a empresária Danielle Wolff está acostumada a ouvir dos clientes a reclamação de que faltam opções para levar os animais. "Hoje, eles são parte da família, as pessoas querem que os animais estejam presentes no seu dia a dia, na sua rotina. É preciso respeitar esse amor que temos por eles", afirma.
Muita gente aderiu ao programa e levou seu pet ao cinema ao ar livre: outra sessão de cinema será feita em janeiro de 2017 (Paula Leon/Divulgação)
Muita gente aderiu ao programa e levou seu pet ao cinema ao ar livre: outra sessão de cinema será feita em janeiro de 2017

O sonho de Danielle é de que Brasília seja uma cidade mais tolerante para os pets. Sonho que a fotógrafa Paula Leon, "mãe" da yorkshire Cookie e do vira-lata Milk, espera virar realidade em breve: "O ItDogs vai fazer muitos eventos. Vamos movimentar a cidade", promete.

Para ficar por dentro das atividades do ItDogs, basta seguir o grupo no Instagram (@itdogsbrasilia) ou no Facebook (www.facebook.com/itdogsbrasilia). Pelas redes sociais, as organizadoras divulgam eventos como encontros, caminhadas e piqueniques (eventos gratuitos). Em janeiro de 2017, está prevista mais uma edição do Cine PipoCÃO (evento pago).
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017