..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

BRASILIENSE DE 2016 | João Campos »

O nome da vez

Conhecido em Brasília por seu trabalho no teatro e no cinema, o ator João Campos desponta nacionalmente na novela A Lei do Amor

Diego Ponce De Leon - Publicação:19/01/2017 09:50Atualização:19/01/2017 10:10
REVELAÇÃO
O ator João Campos vive o jornalista Élio Batalha na TV: um dos personagens fortes da novela das nove (Maurício Fidalgo/Globo/Divulgação)
O ator João Campos vive o jornalista Élio Batalha na TV: um dos personagens fortes da novela das nove
 
 
Por aqui, ele já circulava como um dos mais queridos nomes da classe artística. Seja por meio do grupo Novos Candangos, que ajudou a fundar em 2012, seja pelo cinema, João Campos vem seduzindo o público e a crítica brasilienses há tempos. Não à toa saiu da 48ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, em 2015, como melhor ator em curta-metragem. Agora, ele experimenta, pela primeira vez, uma repercussão nacional. Desde que foi escalado a integrar o elenco da novela A Lei do Amor, na Globo, João se tornou nome de destaque da mídia e de um público cada vez maior. Mas sem jamais se esquecer de onde veio.
“Há uma crença de que, quando movimentos como o que estou vivendo acontecem, isso traz junto uma espécie de ‘risco de perda de identidade ou da essência do que você é’. Talvez pelo fato de sair da cidade, por certo glamour que rodeia o universo da televisão… Sei lá”, diz o ator, que logo complementa: “No fim das contas, acabo me alimentando desse medo. Sigo com a cabeça nas nuvens e os pés no chão para caminhar livremente por esse e por outros caminhos que virão”.

No caso dele, os pés no chão são, literalmente, no chão. João evita, ao máximo, calçados e prefere a terra na sola do pé descalço. Foi exatamente assim que ele subiu ao palco do Cine Brasília, por exemplo, para receber sua estatueta. A casa onde mora, com terra batida por todo lado e rodeada de mato, inclusive, é uma das paixões brasilienses que mais lhe despertam saudade. Principalmente agora, que ele praticamente mora no Rio de Janeiro por causa das gravações da novela, que seguem até março de 2017. “Sinto falta da roça onde moro com dois vira-latas e um monte de planta das quais sinto enorme prazer de cuidar e ser cuidado. A saudade da família, dos amigos e amigas para lá de especiais e de Ana, meu amor, também aperta nessa temporada fora”, conta.

Nem por isso João deixa de aproveitar a capital fluminense, “onde tudo e todos acontecem”. “Morar no Rio, perto do mar, tem sido uma experiência incrível. É uma cidade muito viva, meio rebelde e com uma cultura pulsante”, diz, sem hesitar, embora não abra mão da capital federal, “uma grande cidade pequena”.

Enquanto o Rio é uma realidade – e ele torce para que assim permaneça –, João aproveita a oportunidade de trabalhar ao lado de nomes como Vera Holtz e Tarcísio Meira, com quem divide o set de filmagens. O jornalista Élio Batalha, que ele encarna na trama, tem sido o grande beneficiário dessas lições: “O Élio foi bem recebido, tanto pela equipe como pelos telespectadores, e estou muito feliz com essa repercussão. É um personagem incrível, forte, cheio de nuances. Um presente e um voto de confiança que recebi dos autores e da direção. Mas ainda tem muita água para rolar… Espero seguir nesse caminho em que Élio e João vão se conhecendo cada vez mais e melhor”.

E nós seguimos do lado de cá, assistindo a mais um talento brasilense carregar o DF pelo horário nobre da tevê.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017