..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

SAÚDE | Bem-estar »

Entenda como ocorre o inchaço e o que fazer para evitar o incômodo

A retenção de líquidos é um problema enfrentado por grande parte dos brasilienses

Isabelle Luz - Jéssica Germano - Redação Publicação:27/07/2017 13:36Atualização:27/07/2017 14:25

Temperaturas baixas, preguiça, comida com conforto, sem preocupação com calorias. Seja deixando a academia para depois ou exagerando no vinho, a época é perfeita para esquecer os cuidados, e não rara às vezes a conta do ônus vem pelos excessos.

 

Um dos sinais mais comuns atende por inchaço. Sintoma de que algo não está em pleno funcionamento no corpo, além de um problema estético, é um indicativo de que a saúde pode não estar indo tão bem. Causado pela retenção de líquidos e muitas vezes relacionado ao sedentarismo, o sintoma pode ser agravado pela mudança de clima, pelo consumo de alimentos ricos em sódio e, principalmente, pela pouca ingestão de líquidos. Muitas pessoas, inclusive, recorrem a diuréticos industrializados para diminuir seus efeitos, porém a retenção pode ser controlada com princípios naturais e uma boa alimentação.

 

Quem explica é a cosmetologista Ana Carolina Candia: “A retenção de líquido significa que, por algum motivo, o nosso organismo não eliminou o total de líquidos que ingerimos”. Esses fluidos, que não são eliminados, podem acumular-se nas extremidades, sendo chamados clinicamente de edema. É ele o resultado do extravasamento de um líquido que sai dos vasos sanguíneos e vai para o tecido subcutâneo, conferindo um aspecto inchado à pele. A retenção, esteticamente falando, é o que causa o aumento da lipodistrofiaginoide, a popular celulite. “Para a saúde, ela causa o inchaço das extremidades, e também pode gerar dor nesses locais devido ao excesso de liquido comprimindo a circulação e deixando-a lenta”, completa a especialista.

 

O nutricionista Vitor Hugo Machado comenta ainda que a sensação reflete um conjunto de medidas: “Esse inchaço surge justamente quando o corpo não consegue eliminar todos os resíduos e toxinas, geralmente adquiridos na alimentação, principalmente rica em produtos industrializados e artificiais”. Dessa forma, ingestão de líquidos e uma dieta saudável ajudam a balancear as funções do corpo e potencializam a eliminação desses compostos, segundo ele.

A atividade física também é outro fator que ajuda a reduzir a concentração de líquidos no corpo. Grande parte do problema da retenção se deve a uma má-circulação, seja por passar muito tempo sem se movimentar ou em pé. A prática de exercícios ajuda a equilibrar o funcionamento do corpo e, aliada a uma dieta nutricional equilibrada e com pouco consumo de sal, tende a reduzir bastante o incômodo.

Fernanda Pennacchio faz tratamento que combina massagem, esfoliação, tratamento 
com argila e ação de ultrassom: sessões com novo aparelho promovem uma desintoxicação corporal (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Fernanda Pennacchio faz tratamento que combina massagem, esfoliação, tratamento com argila e ação de ultrassom: sessões com novo aparelho promovem uma desintoxicação corporal
 

A estudante Fernanda Pennacchio faz parte da população que sofre com o problema desde cedo. Aos 19 anos, ela já se acostumou a incluir na rotina sessões de drenagem linfática e, mais recentemente, apostou em um tratamento que combina massagem, esfoliação, tratamento com argila e ação de ultrassom. “Eu sempre me sentia pesada, mesmo sem ter feito algo de ‘errado’”, conta ela, que segue uma rotina de alimentação balanceada associada à atividade física frequente e ainda assim sente o desconforto de inchaço nas pernas e, especialmente, no abdômen. Adepta há cinco meses do Inti Detox, ela sentiu literalmente na pele os resultados e lança mão do benefício toda vez em que acha que exagerou na comida ou quer se sentir melhor em uma roupa especial.

 

Aplicado em Brasília pela clínica de estética Inti, o protocolo promove uma desintoxicação corporal por meio de uma máquina que se aproxima de uma sauna. Com a cabeça para parte de fora do aparelho, por meio de vaporização e infravermelho é possível drenar o sistema linfático, eliminando o maior número de toxinas possível e fazendo com que o paciente perca cerca de três centímetros de medida por sessão. “Faz uma diferença muito grande”, comemora Fernanda.

 

SERÁ INCHAÇO?

Saiba identificar os principais sintomas da retenção de líquidos

 

 - Aumento do tamanho dos pés, tornozelos, mãos e braços

 - Pele com aspecto elástico e brilhante

 - Ao ser pressionada com os dedos, a pele afunda e demora para retornar ao Estado natural

 - Sapatos e meias ficam parecendo estar apertados

 

CINCO DIURÉTICOS NATURAIS

Exagerou e está se sentindo inchado? Confira receitas naturais que ajudam a eliminar o sintoma

 (Divulgação )
 

Chá de salsa

Reconhecida pela ciência há tempos, a salsinha possui agipenina e cumarina, dois antioxidantes que ajudam a eliminar líquidos com facilidade. Deixe duas colheres de sopa de salsinha fresca em infusão por 5 minutos e consuma o líquido durante o dia.

 

Mate gelado com limão

Com uma alta concentração de cafeína, o chá mate natural feito com erva seca orgânica é uma boa pedida. Um dica: não vale o industrializado, que traz em sua fórmula açúcares, conservantes e uma alta concentração de sódio, que piora ainda mais a retenção de líquidos.

 

Infusões (ou águas saborizadas)

Uma grande tendência nos últimos anos, a receita básica que traz água e pedaços de frutas é leve e fácil de fazer. A criatividade na hora de escolher os ingredientes também é um ótimo incentivo para passar o dia todo ingerindo líquidos.

 

Água de coco

Queridinha dos profissionais da saúde e quase um clichê, é rica em nutrientes e também um excelente diurético natural. 

 

Muita água

Claro, o maior diurético natural da humanidade. O consumo ideal indicado a uma pessoa adulta é de 3 litros por dia, para o pleno funcionamento do organismo.

 

 

Fonte: especialistas entrevistados 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017