..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

COLUNA | Na mesa »

Na mesa: novidades movimentam a cena gastronômica da cidade

Jéssica Germano - Redação Publicação:28/08/2017 12:55Atualização:28/08/2017 14:15

A HORA DELA

Depois de ser estrela da última edição do Chefs nos Eixos, que realizou uma assadoria com uma tonelada do corte bovino em pleno Eixão, parece que a boa costela assada por horas veio realmente para ficar no convívio dos brasilienses. Em tempo de churrascadas Brasil afora, é Tonico Lichtsztenj (ao centro) quem assume o posto de assador onipresente nesses eventos, possível razão para assinar também a primeira operação da cidade voltada completamente para essa proteína. Com data de inauguração prevista para a primeira quinzena de outubro, no Píer 21, o Cowteiner já tem seu cardápio pronto, pensado para harmonizar com uma seleção de brejas especiais. Quem viabiliza a ideia de unir cinco contêineres em dois andares, com direito a bar no terraço, são os empresários Márcio Schettino (a esq.) e Marcelo Pontos (Beiture). Entre os possíveis pedidos para a cozinha estão uma versão do aclamado croquete do também chef do 400trocentos bar, uma receita com três texturas da carne e um petit gâteau de banana com crocante, claro, de costela.

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Croquete de costela promete ser um dos carros-chefes do Cowntainer (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Croquete de costela promete ser um dos carros-chefes do Cowntainer

 

TUDO DE BROWNIE!

Levou exatamente um ano e meio para que a divisão com o espaço do Lavínia Outlet, na 308 Norte, ficasse pequena para a demanda de produção e venda da Brauny’s. Desde o início de agosto, a marca, que se especializou no bolinho norte-americano com um toque abrasileirado, funciona em uma loja-fábrica unificada, na vizinha 708, onde apresenta ambiente de café combinado a um cardápio de sobremesas focadas na estrela da casa. Enxuto, mas diversificado, o menu traz o brownie clássico artesanal em receitas incrementadas, com toppings à la creme de leite condensado com chocolate Kinder. Outra boa notícia para os formigas declarados, eles apostam em criações visualmente chamativas. É o caso do Spring Brownie, um sanduíche feito com a massa achocolatada, recheado de sorvete com fruta fresca da estação e finalização com calda quente de brigadeiro (15 reais). Para quem optar pelo equilíbrio, opções salgadas podem acompanhar algum dos lançamentos de shake – com versão de brownie – ou um Frappuccino de Oreo, acrescido de Nutella. Digno daquelas fugidas da dieta para ninguém botar defeito.

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)

 

PARA TODOS

Errado está quem pensa que em meio à crise não é necessário reinventar. É com a intenção de estar sempre à frente dos desejos do cliente que o Pobre Juan lançou, na primeira semana de agosto, seu novo cardápio, com brindes especiais ao paladar vegetariano. Fazem bonito as entradas, que podem ir de empanadas de milho com queijo cremoso (24,40 reais, 2 unidades) a bruschettas de cogumelos com queijo provolone. Entre os principais, assinados pela chef executiva da grife Renata Raikov, surge uma lasanha de palmito de pupunha (59,40 reais), feita com a mesma matéria-prima que já utilizavam, vinda de produtores locais. “Estamos sempre tentando trazer algo da região, que seja exclusivo de Brasília”, explica o gerente local Rodrigo Figueredo, que acompanha de perto o movimento do salão. Fator que lhe dá segurança suficiente para acreditar nas novidades, que já têm alcançado diferentes públicos, indo muito além da carne selo que oferecem.

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Empanada de milho com queijo cremoso do restaurante Pobre Juan (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Empanada de milho com queijo cremoso do restaurante Pobre Juan

 

BANQUETE PARA CELEBRAR

Ao todo, são 11 anos desde que o casal Nicole Magalhães e Evandro Viana abriu as portas de casa no Jardim Botânico para cozinhar para o público, e dois desde que resolveram se firmar no coração da Vila Planalto. É para celebrar o segundo aniversário do Piauíndia em endereço comercial que a chef propõe um resgate do início. Porções para compartilhar, pratos do dia e sabores de ingredientes frescos fazem parte do modelo que reduz um pouco o cardápio para crescer em possibilidades de temperos. “Nesse tempo já deu para perceber bem o mercado”, conta Nicole, pouco antes de apresentar preparos para comer com a mão, bem ao estilo finger food, antiga demanda de clientes que não necessariamente buscam uma refeição formal. Também respondendo a pedidos, o endereço passa a ter um PF batizado de “Delícia do Dia”, com entrada, duas opções de principal e sobremesa a 44 reais. Molde esse que deve abrir espaço para realçar ainda mais a identidade fusion da casa, com os protagonistas passeando entre masalas indianas e raízes nordestinas.

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017