..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

ENCONTRO GASTRÔ | 2017 »

Refinado do começo ao fim: Gero é eleito o Melhor Restaurante de Brasília

Restaurante foi o campeão da categoria no prêmio Encontro Gastrô - O Melhor de Brasília 2017

Da redação - Redação Publicação:22/09/2017 13:58

O atendimento refinado e sempre a postos é um dos pontos altos da casa brasiliense, que há sete anos chegou à capital sob a patente do grupo especializado na clássica cozinha italiana. Regido pelo gerente Célio Freitas, a operação segue o padrão instaurado em São Paulo, já que tanto ele quanto o chef Ronny Peterson vieram de lá exclusivamente para assumir a empreitada em solo candango. Cria da rede, o cozinheiro começou carreira há 18 anos como auxiliar do refeitório da grife, até chegar ao topo da hierarquia e assumir a unidade da capital. A experiência da caminhada aparece nos preparos italianos com primor. Seja em um exemplar de espaguete à carbonara (R$ 83) seja em um ravióli de queijo brie e amêndoas (R$ 87) – com todas as massas produzidas in loco –, o Gero mantém o alto padrão. Já quem sugere as harmonizações é o sommelier João Paulo Gama, que atualiza a seleção de rótulos a cada quatro meses.

O gerente Célio Freitas 
e o chef Ronny Peterson: 
eles seguem o padrão 
da casa paulista (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
O gerente Célio Freitas e o chef Ronny Peterson: eles seguem o padrão da casa paulista
 

Mudado a cada seis meses, o cardápio ganhou a seção Gero Consiglia, onde Ronny insere novidades, como o capelletti de vitelo com creme de funghi fresco cremoso (R$ 84). Durante a semana é possível variar também com as pedidas do executivo Mezzogiorno, servido a R$ 104, com o couvert da casa, antipasto, prato principal e sobremesa. Nas quartas, não deixe de provar o cupim assado em crosta de pão que chega à mesa desmanchando.

Ravióli de queijo brie e amêndoas: à moda italiana (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Ravióli de queijo brie e amêndoas: à moda italiana
 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017