..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

ENCONTRO GASTRÔ | 2017 »

Boteco com sotaque mineiro: Na 15 Bar é o campeão da categoria Novidade do Ano/Diversão

Bar conquistou o título na premiação Encontro Gastrô - O Melhor de Brasília 2017

Da redação - Redação Publicação:25/09/2017 17:33

Na falta de opção de diversão à altura, por que não criar uma? Essa foi a ideia que regeu a abertura do novo point do Lago Sul, inaugurado em fevereiro por três casais de amigos na QI 15 – daí o nome. Cansados da falta de opção que a região administrativa ainda apresenta quando o assunto é entretenimento noturno, eles esboçaram o modelo de barzinho que mistura ampla varanda e cardápio voltado para a comida típica de boteco. Idealizado pelas sócias Luciana Mares Guia e Regina Moura, o cardápio surge com toques pessoais, como no caso da porção de coxinha supercrocante (R$ 18), da burrata recheada (R$ 60) e da batata frita com ovo estalado (R$ 29).

A carta de drinques é destaque da casa: seção voltada para shots e preparos com gim (Ronaldo Dolabella/Esp. Encontro/DA Press)
A carta de drinques é destaque da casa: seção voltada para shots e preparos com gim
Os sócios (da esq. para a dir.) 
Fred Mares Guia, Paulo César 
de Moura, Luciana Mares Guia 
e Regina Moura: eles criaram 
um novo point no Lago Sul (Ronaldo Dolabella/Esp. Encontro/DA Press)
Os sócios (da esq. para a dir.) Fred Mares Guia, Paulo César de Moura, Luciana Mares Guia e Regina Moura: eles criaram um novo point no Lago Sul
 

Não passam despercebidas as referências mineiras, berço familiar de todos os proprietários, seja no pastelzinho de angu (R$ 32) seja no chope tirado na hora (R$ 11). Boa música é indispensável e o lounge conta com som ambiente todos os dias e DJ às sextas. “Queríamos fazer um bar para nós”, lembra Fred Mares Guia. Razão para ter apostado, com o amigo Paulo César de Moura, em clubes de bebida que podem ir do clássico uísque até a vodca.  É na parte do bar, inclusive, que a casa aproveita para lançar novidades. Assinada por Renata Agraela, a carta de drinques tem uma seção de shots. De Moscow Mule (R$ 18) ao autoral Na 15 (amaretto, chantilly e toque cítrico, R$ 15), é possível começar a noite em pequenas doses e seguir pelos tamanhos tradicionais. Um sucesso são os preparos com gim, como o tônica de frutas vermelhas (R$ 32).

 (Ronaldo Dolabella/Esp. Encontro/DA Press)
 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017