..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

ENCONTRO GASTRÔ | 2017 »

Cafezinho, bolo, biscoito... e simpatia: Ernesto Cafés Especiais é a Melhor Cafeteria de Brasília

Prêmio foi concedido por Encontro Gastrô - O Melhor de Brasília 2017

Da redação - Redação Publicação:26/09/2017 16:24

Desde quando abriu o café, com apenas cinco mesas no primeiro andar, a intenção da professora e barista Juliana Pedro sempre foi muito clara: ter um vínculo com a cidade. Sete anos depois, é possível perceber nas 35 mesas espalhadas pelo salão e pátio cheios que a meta foi alcançada com sucesso. Agora escoltada por dois sócios, Pedro Meira e Victor Parucker, a empresária recebe o público brasiliense assíduo que faz a casa ter fila de espera todos os dias. Uma das razões para isso parece ser a renovação. O estabelecimento investiu em uma micropadaria de onde saem 16 tipos de pães fixos e alguns especiais do dia, como o de vinho com gorgonzola às sextas. Na Panelinha com queijo de macadâmia (R$ 18) a porção vem com fatias sem ingredientes animal, escoltada também por azeite e geleia.

Conhecido pelos lotes de cafés especiais, que têm quatro formas 
de preparos, além do espresso, o estabelecimento tem 
fabricação própria de 16 tipos de pães (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Conhecido pelos lotes de cafés especiais, que têm quatro formas de preparos, além do espresso, o estabelecimento tem fabricação própria de 16 tipos de pães
Pedro Meira, Juliana Pedro 
e Victor Parucker (da esq. 
para dir.), sócios do 
Ernesto Cafés Especiais: eles 
criaram um estabelecimento 
que sempre se renova (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Pedro Meira, Juliana Pedro e Victor Parucker (da esq. para dir.), sócios do Ernesto Cafés Especiais: eles criaram um estabelecimento que sempre se renova

Com os novos donos, Juliana aproveita para se dedicar ainda mais à procura por grãos especiais, que resultam nos lotes disponíveis para chegarem à mesa em quatro tipos de preparo – Hario V60, Chemex, Aeropress e Prensa Francesa –, além do espresso (entre R$ 8 e R$ 14). O cliente escolhe: há sempre um grão mais caramelizado, com bom corpo e estrutura, e outro mais exótico, complexo e frutado. Para acompanhar, a casa mantém a tradição da pamonha cremosa aos sábados e domingos e os bolos caseiros diários, como os bem cotados banana com chocolate (R$ 8) e mandioca com queijo e coco fresco (R$ 8).

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017