..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

ENCONTRO GASTRÔ | 2017 »

Herança do pai: New Koto é escolhido como Melhor Japonês da cidade

O restaurante recebeu o título por meio da premiação Encontro Gastrô - O Melhor de Brasília 2017

Da redação - Redação Publicação:27/09/2017 15:49

Washoku. O termo em japonês reflete exatamente a filosofia da casa, que há oito anos abriu as portas na capital sob o comando de Ryozo Komiya, nascido no Japão e convidado para ser, em Brasília, chef do embaixador do país. A culinária japonesa sem interferência do Ocidente é o foco do cardápio, que se mantém fixo desde a inauguração e hoje segue orquestrado por Cristiano Komiya, filho do fundador, falecido em 2014.

Hotategai, um dos destaques do menu: 
vieiras na manteiga com shimeji (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Hotategai, um dos destaques do menu: vieiras na manteiga com shimeji
 

Tendo a missão de fazer o simples com excelência, Cristiano se orgulha de perpetuar o legado do pai, buscando o padrão de arroz na temperatura e textura corretos, peixe fresco e processo de preparos sem pular etapas. “Continuamos para manter viva a lembrança dele”, faz questão de frisar o herdeiro. Com reserva e antecedência, é possível conhecer a sequência-banquete assinada pelo chef e apresentada em aproximadamente 10 etapas (R$ 300, por pessoa).

Cristiano Komiya chefia o estabelecimento criado pelo pai, Ryozo Komiya, que morreu há três anos: 'Continuamos para manter 
viva a lembrança dele', diz o filho (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Cristiano Komiya chefia o estabelecimento criado pelo pai, Ryozo Komiya, que morreu há três anos: "Continuamos para manter viva a lembrança dele", diz o filho
 

Quando recebe insumos especiais, como o black cod ou ouriço-do-mar, Cristiano pode preparar ainda o makassê, um menu confiança às cegas, com preço a definir. Nos dias comuns, fazem sucesso as receitas autênticas que passeiam entre o tradicional Sunomono (R$ 24) – feito com camarão, kani e polvo – e o Hotategai, vieiras na manteiga com shimeji, finalizadas com fogo à mesa (R$ 36, a dupla). Temakis, domburis (tigela de arroz com acompanhamento à escolha) e preparos com macarrão, do tipo yakissoba e udon, também integram o time de opções. Feitos no balcão localizado no centro do salão, à vista dos clientes, os sushis, sashimis e makimonos saem igualmente em formato de combinados. Com 25 peças, sendo três com ovas, o Miniextra custa R$ 137.

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017