..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

ENCONTRO GASTRÔ | 2017 »

Eles cuidam 'do lojinha': Marzuk é o vencedor da categoria Árabe

Restaurante foi o campeão na premiação Encontro Gastrô - O Melhor de Brasília 2017

Da redação - Redação Publicação:28/09/2017 16:38Atualização:28/09/2017 16:56

Quando abriu as portas como empório, na 106 Sul, a família Cury não imaginava que, oito anos depois, seria referência como restaurante árabe na cidade. Hoje, com 60 lugares disponíveis em um salão estilo bistrô, as receitas de família apresentadas em antigas cadernetas por dois imigrantes sírios são seguidas à risca.

Os michuis (espetinhos) são novidades no cardápio do empório 
inaugurado há oito anos: todas as receitas novas são testadas 
e aprovadas pelos sócios (Ronaldo Dolabella/Esp. Encontro/DA Press)
Os michuis (espetinhos) são novidades no cardápio do empório inaugurado há oito anos: todas as receitas novas são testadas e aprovadas pelos sócios
 

Foi assim que se firmou o legado dos avós de Paulo Henrique e Luiz Fernando Cury, hoje acompanhados nos negócios pelas respectivas mulheres, Lícia e Marta, e da tia, Maria Madalena. Exigentes com os preparos, são os membros da família que cuidam de reproduzir, testar e provar tudo do cardápio. Novidades, a abobrinha com coalhada morna (R$ 6,30), os michuis (espetinhos, a partir de R$ 10,90) e o arroz de cordeiro (R$ 8,90, a porção) somam-se aos já clássicos quibe (a partir de R$ 6) e esfirra em seis sabores (R$ 6,90, a unidade).

O casal Lícia Rabelo 
e Paulo Henrique, a tia dele, 
Maria Helena, e a cunhada 
Marta: família Cury mantém 
suas tradições árabes (Ronaldo Dolabella/Esp. Encontro/DA Press)
O casal Lícia Rabelo e Paulo Henrique, a tia dele, Maria Helena, e a cunhada Marta: família Cury mantém suas tradições árabes
 

Nas esfirras, aliás, está o grande diferencial da rede: o recheio com carne é sempre suculento, obtido por meio de um segredo que eles não ousam revelar. Em massa tradicional ou integral, vale provar ainda a vegetariana de escarola com castanhas e algumas das pastas e conservas, que somam 15 opções. Constam no tripé de mais vendidos o homus, a coalhada e o quibe cru, mas chamam a atenção também os sabores do arich (queijo árabe com cebola, ricota, salsa, especiarias e azeite) e o do creme de damasco (R$ 6,90, 100 g).

 (Ronaldo Dolabella/Esp. Encontro/DA Press)
 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017