..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

SAÚDE | ALIMENTAÇÃO »

Especialistas dão dicas para um cardápio energizante

Além de mais saudáveis, alimentos ajudam a aumentar a energia necessária para o corpo

Julyerme Darverson - Publicação:12/12/2017 16:02Atualização:12/12/2017 17:11

A alimentação é essencial para manter um bom funcionamento do corpo humano e alguns alimentos, além de serem mais saudáveis, ajudam a melhorar o nível de energia necessária para o dia a dia. Segundo a endocrinologista Cristina Blankenburg, do Hospital Santa Luzia, todos os alimentos têm a sua importância por fornecer energia para o organismo. “Para que o organismo funcione com todo o seu potencial, precisamos comer vários tipos de nutrientes, como os macronutrientes – que são os carboidratos, proteínas e gorduras – e micronutrientes, como as vitaminas, cálcio, magnésio, fósforo, selênio, zinco, ferro, entre outros”, explica.

 

A endocrinologista afirma que a quantidade diária de cada nutriente necessário varia de pessoa para pessoa, pois depende do estilo de vida, do gasto energético, da composição corporal e da presença ou não de doenças. “O recomendado é que tenhamos uma alimentação mais variada ao longo do dia e da semana para conseguirmos ter a maior variedade de nutrientes”, afirma Cristina.

 

Segundo a esteticista Ana Carolina Candia, da clínica D’ella Candia, é possível garantir mais benefícios consumindo proteínas de origem vegetal, alguns temperos, castanhas oleaginosas e chás. “É importante seguir uma dieta hiperproteica, que acelera o metabolismo. Consumir termogênicos, por meio de chás e temperos, como canela, gengibre, pimenta vermelha, açafrão e óleo de coco, também ajuda a ter um ganho energético. Mas isso tudo só vai fazer efeito se for associada a uma dieta que não seja hipercalórica”, afirma. Ana Carolina ressalta que os resultados começam a aparecer, de fato, após 30 dias, que é o tempo que o hipotálamo – glândula cerebral responsável por regular determinados processos no metabolismo – começa a controlar alguns hormônios. “Para absorver melhor esses nutrientes, é importante combinar essa dieta com fontes de vitaminas C, B1, B2 e B12. Essas vitaminas ajudam a aumentar o ferro, cálcio e selênio no organismo”, completa.

Ana Carolina Candia sugere uma dieta hiperproteica para acelerar o metabolismo, mas é preciso evitar os excessos: ganho energético (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Ana Carolina Candia sugere uma dieta hiperproteica para acelerar o metabolismo, mas é preciso evitar os excessos: ganho energético
 

Praticante de crossfit, Wendy Lee, de 26 anos, mudou a dieta há três anos e priorizou o uso de alimentos mais naturais. “Minha dieta é à base de verduras, batata, banana, mamão, óleo de coco, ovo, castanhas, azeite e abacate”, destaca a atleta. “Seguindo essa dieta, eu me sinto muito mais disposta, meu corpo fica mais leve, meu intestino funciona melhor, meu humor melhora bastante, durmo melhor e o rendimento nos treinos também é mais satisfatório.”

Wendy Lee pratica crossfit e há três anos tem uma alimentação mais natural: sua saúde ganhou com isso e até o rendimento nos treinos melhorou (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Wendy Lee pratica crossfit e há três anos tem uma alimentação mais natural: sua saúde ganhou com isso e até o rendimento nos treinos melhorou
 

Para a nutricionista Jamile Romão, da Farmacotécnica, a energia começa com uma excelente noite de sono. “Priorizar a noite, para melhorar o sono, pode ser essencial. Uma alimentação à base de castanhas, banana e aveias, além de tomar chás feitos de camomila, melissa ou flor de maracujá antes de dormir, vai ajudar a ter um sono mais tranquilo”, diz. Jamile recomenda também, principalmente para quem realiza atividades físicas mais intensas, uma hidratação com água e chás. “Os chás verde, branco, mate e de gengibre são fontes de substâncias para deixar a pessoa mais atenta e com menos cansaço. O chá preto ajuda a ter foco e energia para o cérebro”, completa.

Para a nutricionista Jamile Romão uma boa noite de sono é o início de um dia cheio de energia: ela sugere a alimentação à base de castanhas, banana e aveia e chás antes de dormir  (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Para a nutricionista Jamile Romão uma boa noite de sono é o início de um dia cheio de energia: ela sugere a alimentação à base de castanhas, banana e aveia e chás antes de dormir
 

E, para garantir ainda mais sucesso nos resultados de uma dieta energizante, é fundamental a prática de exercícios. O educador físico Sidney Albuquerque recomenda que é importante alinhar uma boa alimentação a uma atividade esportiva, acompanhada por especialistas. “Alguns alimentos são peças chave para garantir mais energia no dia a dia e também melhorar a performance para as atividades físicas. Banana e maçã, por exemplo, são frutas com alto teor de vitaminas e minerais que proporcionam saciedade. Hidratação também é indispensável. Aveia e ovos são uma fonte alta de energia. E o sono também é importante, pois auxilia na regeneração dos músculos”, diz Sidney.

A prática habitual de exercícios e uma dieta saudável são dicas do educador físico Sidney Albuquerque para a pessoa ganhar mais disposição: 'Alguns alimentos são peças chave para garantir mais energia no dia a dia e também melhorar a performance para as atividades físicas' (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press )
A prática habitual de exercícios e uma dieta saudável são dicas do educador físico Sidney Albuquerque para a pessoa ganhar mais disposição: "Alguns alimentos são peças chave para garantir mais energia no dia a dia e também melhorar a performance para as atividades físicas"
 

O estudante de direito Emmanuel Moreira, de 22 anos, também se preocupa com a saúde e foi atrás de um nutricionista para conseguir ganhos energéticos nos treinos na academia. “Após a mudança, percebi que a energia corporal fica elevada durante boa parte do dia e também fui perdendo gordura”, conta.

O estudante Emmanuel Moreira buscou ajuda de uma nutricionista para mudar sua dieta e malhar mais e melhor: 'Também fui perdendo gordura' (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
O estudante Emmanuel Moreira buscou ajuda de uma nutricionista para mudar sua dieta e malhar mais e melhor: "Também fui perdendo gordura"
 

ALTA ENERGIA

Alguns alimentos que ajudam a aumentar a disposição

 

> PROTEÍNAS DE ORIGEM VEGETAL

Brócolis, espinafre, couve e couve-flor

 

> TERMOGÊNICOS

Canela, gengibre, pimenta-vermelha, açafrão, chás (verde, branco, preto e mate), cafeína e óleo de coco

 

> OLEAGINOSAS

Castanha-de-caju, castanha-do-pará, amêndoas e nozes

 

DICA: Consumir alimentos ricos em ômega 3, ômega 6, ômega 7, ômega 9, vitaminas C, vitaminas do complexo B (B1, B2 e B12), magnésio, ferro, selênio

 (Divulgação)
 

> O QUE EVITAR

Produtos industrializados

Açúcar

Sucos (dê preferência à própria fruta)

Refrigerantes

Carboidratos

Margarina

Leite

Corantes

Farináceos (pães e roscas)

Glúten

Bebidas alcóolicas 

 

Fonte: Especialistas entrevistados 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 62 | março 2018