..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

TURISMO | BEM-ESTAR »

Turismo: cresce o número de pessoas à procura de roteiros terapêuticos no Brasil e no exterior

Além de lazer e cultura, pessoas aliam turismo a cuidados com a saúde

Maíra Nunes - Publicação:09/05/2018 14:48Atualização:09/05/2018 15:32

Tem quem gosta de conhecer culturas novas, visitar paisagens exuberantes, e tem quem prefira se alimentar bem, cuidar da saúde e do bem-estar. Pois bem, há passeios turísticos que aliam as duas vertentes, nos chamados roteiros terapêuticos. São destinos que conciliam turismo e cuidados com a saúde, desde estâncias hidrotermais a spas luxuosos em cruzeiros dentro e fora do Brasil.

A estância Karlovy Vary, na República Tcheca, é um dos destinos indicados a quem procura águas termais: cidade europeia é reduto 
de spas e hotéis de luxo (Ladislav Renner/Divulgação)
A estância Karlovy Vary, na República Tcheca, é um dos destinos indicados a quem procura águas termais: cidade europeia é reduto de spas e hotéis de luxo
 

Moradora de Brasília, a pedagoga Simone Nunes de Andrade costuma ir todo ano a São Jorge, na Chapada dos Veadeiros, distante cerca de 250 km da capital federal. O lugar tem opções de caminhadas e trilhas por cachoeiras durante o dia e noites com direito a um céu estrelado difícil de se ver nos centros urbanos das cidades. “É muito bonito, com paisagens lindas, pássaros, flores do cerrado. Quem vai, volta realmente renovado”, recomenda Simone. A natureza, porém, não faz o trabalho sozinha. Há hospedagens que tornam a experiência ainda mais “terapêutica”, com a oferta de massagens ayurvédicas e todo um clima diferenciado com decorações rústicas, iluminação à luz de velas e incensos. “Lá tem uma energia boa, ideal para descarregar o estresse do trabalho”, diz Simone.

A pedagoga Simone Nunes de Andrade costuma visitar lugares que ofereçam uma experiência terapêutica e sugere uma visita a São Jorge, na Chapada dos Veadeiros: 'Quem vai, volta realmente renovado' (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
A pedagoga Simone Nunes de Andrade costuma visitar lugares que ofereçam uma experiência terapêutica e sugere uma visita a São Jorge, na Chapada dos Veadeiros: "Quem vai, volta realmente renovado"
 

O Ministério do Turismo descreve o turismo de bem-estar como aquele que visa não só à prevenção de determinadas doenças e à diminuição dos níveis de estresse, como também à aprendizagem e à manutenção de uma vida saudável e equilibrada. A atividade está ligada à prevenção da saúde em spas, termas, estâncias hidrotermais, balneários, resorts e centros terapêuticos holísticos.

 

Riane Lene Alves Pinto é fisioterapeuta no estúdio de pilates Stúdio Flex, em Brasília. Neste ano, o estúdio se prepara para realizar a quarta edição do programa Conexão Bem-Estar, de 24 a 16 de agosto. Trata-se de uma viagem para Pirenópolis, distante 140 km de Brasília, que oferece terapias holísticas como alinhamento de chacras, cura canalizada e reiki. “A ideia é tirar a pessoa da rotina e levá-la a um lugar mais tranquilo, para que volte mais equilibrada energeticamente”, explica Riane, que sempre viaja com a amiga Carolina Nóbrega. Em paralelo, já teve escalda-pés, sessões de massagem, ioga, pilates e auriculoterapia (um tratamento baseado na somatotopia que existe na orelha, geralmente usando sementes).

Riane Alves Pinto e Carolina Nóbrega, do Stúdio Flex fazem viagens a Pirenópolis, com terapias holísticas: 'A ideia é tirar a pessoa da rotina e levá-la a um lugar mais tranquilo, para que volte mais equilibrada', diz Riane (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Riane Alves Pinto e Carolina Nóbrega, do Stúdio Flex fazem viagens a Pirenópolis, com terapias holísticas: "A ideia é tirar a pessoa da rotina e levá-la a um lugar mais tranquilo, para que volte mais equilibrada", diz Riane
 

Na programação também tem horários livres para conhecer as ruas e restaurantes da cidade e até as cachoeiras próximas. Riane explica que Pirenópolis foi escolhida por ser uma cidade muito hospitaleira, que propicia o contato com a natureza e é cheia de cachoeiras. “Tem um clima energético muito propício para essas atividades”, avalia. A engenheira agrícola Maria Emília Borges Alves participou por duas vezes do evento, em 2013 e 2017. “Passamos três dias conectados com o bem-estar e desconectados do resto. Adorei. Tanto que repeti”, elogia.

A engenheira Maria Emília Alves do Conexão Bem-Estar em Pirenópolis: 'Passamos três dias conectados com o bem-estar e desconectados do resto. Adorei. Tanto que repeti' (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/Da Press)
A engenheira Maria Emília Alves do Conexão Bem-Estar em Pirenópolis: "Passamos três dias conectados com o bem-estar e desconectados do resto. Adorei. Tanto que repeti"
 

Quando as atividades turísticas decorrem da utilização de meios e serviços para fins terapêuticos, médicos ou estéticos, são chamadas de turismo de saúde. Christian Soliva, coordenador comercial da Agência Bancorbrás, assume que ainda não é frequente a escolha do destino ser motivada por interesse em cuidados com a saúde, por mais que a empresa ofereça pacotes nessa linha. “É difícil este ser o motivo da escolha dos destinos, mas ter uma pegada mais ligada à saúde, ao bem-estar e a experiências terapêuticas acaba se tornando um dos atrativos do lugar que a pessoa pretende conhecer”, explica.

Christian Soliva, da Bancorbrás, afirma que passeios à Índia para uma imersão aos templos têm 
crescido  nos últimos anos: pessoas agregam à viagem experiências com meditação e ioga (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Christian Soliva, da Bancorbrás, afirma que passeios à Índia para uma imersão aos templos têm crescido nos últimos anos: pessoas agregam à viagem experiências com meditação e ioga
 

As águas hidrominerais de Poços de Caldas (MG), famosas pelas temperaturas mornas, entram na lista de opções próximas a Brasília. Fora do país, as termas do Balneário de Karlovy Vary, na República Tcheca, despertam interesse nesse segmento. Segundo Christian, passeios para a Índia com objetivo de fazer uma imersão pelos templos têm crescido muito nos últimos anos. Além de conhecer o lugar, as pessoas agregam à viagem experiências com meditação e ioga, encaminhando também para uma linha mais espiritual.

 

A servidora pública Vanessa de Faria Lopes tem lista de viagens na bagagem, com mais de 30 países visitados. É que ela também é atleta e muitos  dos destinos foram conhecidos quando representou o Brasil em competições de futevôlei. Uma das viagens mais incríveis para ela foi ao Himalaia, no ano passado. Sozinha, ela conheceu a cadeia montanhosa mais alta do mundo, na Ásia, e desfrutou da mística espiritual de Tibete, Índia, Nepal, Butão. “Conhecer o Tibete era um sonho. Eles vivenciam uma sabedoria milenar que respeito profundamente. Ainda tive experiências incríveis que foram desde participar de uma iniciação com o Dalai Lama a conhecer a história de muitos refugiados tibetanos na Índia”, conta.

Atleta, a servidora pública Vanessa de Faria Lopes gosta tanto de viajar que está investindo em viagens para lugares voltados ao bem-estar, como o Nepal: 'São destinos que nos convidam à autotransformação, a rever nossos costumes e valores' ( Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Atleta, a servidora pública Vanessa de Faria Lopes gosta tanto de viajar que está investindo em viagens para lugares voltados ao bem-estar, como o Nepal: "São destinos que nos convidam à autotransformação, a rever nossos costumes e valores"
 

O gosto pela viagem foi tanto que virou empreendimento. Ela formou uma rede de serviços com um amigo do Nepal e deve abrir, em abril deste ano, a Vai Nessa – Experiências, Autoconhecimento e Transformação, empresa que pretende encorajar pessoas a terem uma vivência no Tibete, Nepal e Butão. “São destinos que nos convidam à autotransformação, a rever nossos costumes e valores. A simplicidade está espalhada lá”, diz. A ideia é proporcionar um turismo espiritual, voltado a pessoas interessadas em meditação, ioga, além de ter roteiros diferenciados, como passar um dia inteiro com um monge ou fazer trekking consciente no Everest, por exemplo. Haverá também destinos no Brasil, em que a proposta é trabalhar com ferramentas terapêuticas diversas.

 

Claudio Vila Nova, diretor de vendas da CVC em Brasília, diz que a procura por esse tipo de viagem pelos brasilienses ainda é muito embrionária. “No entanto, como uma empresa de vanguarda, a CVC já vem incluindo em seu portfólio roteiros com esse viés mais health, já que se trata de uma forte tendência entre os brasileiros”, pondera. Segundo Claudio, os roteiros nacionais mais buscados nessa temática pelos moradores de Brasília na empresa são Guarapari, no Espírito Santo; Caldas Novas, em Goiás; e Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Claudio Vila Nova, da CVC, quer aumentar a procura por esse tipo de viagem em Brasília: empresa aposta em viés 'mais heath, já que se trata 
de uma forte tendência entre os brasileiros', diz (CVC/Divulgação )
Claudio Vila Nova, da CVC, quer aumentar a procura por esse tipo de viagem em Brasília: empresa aposta em viés "mais heath, já que se trata de uma forte tendência entre os brasileiros", diz
 

O turismo de saúde engloba, além do turismo de bem-estar, o turismo médico. Este segundo ocorre quando os deslocamentos são motivados pela realização de exames, diagnósticos e tratamentos de patologias ou com fins estéticos e terapêuticos. Está ligado a cura de doenças e enfermidades em hospitais, clínicas e consultórios médicos e odontológicos. O Ministério do Turismo estima que em 2016 cerca de 33 mil visitantes internacionais tenham vindo ao Brasil por motivos de saúde.

 

Jorge Jatobá, sócio-diretor da operadora e agência Pier Viagens, diz que trabalha com vários cruzeiros marítimos com estrutura de spa que se equipara às melhores clínicas de estética e saúde do mundo. “Em um cruzeiro de 7 a 10 dias, existem programas em que as pessoas podem aliar todo esse pacote de saúde e estética”, explica Jorge, embora esclareça que são tratamentos que geralmente são comprados à parte dos pacotes de cruzeiros.

A mineira Poços de Caldas tem várias atrações e atrai turistas por conta de suas famosas águas terapêuticas: cidade é visita obrigatória (Gil Leonard/Imprensa MG )
A mineira Poços de Caldas tem várias atrações e atrai turistas por conta de suas famosas águas terapêuticas: cidade é visita obrigatória
 

Por causa da possibilidade de usufruir desses tratamentos com um custo extra, são muitos os navios que dedicam um espaço considerável para a área de spa, além de programas com alimentação balanceada. “Há opções que também englobam uma proposta alimentar muito interessante, para pessoas com objetivo de aliar viagem de cruzeiro com cuidados com a saúde, ou seja, tem a possibilidade de entrar em um navio e sair renovado”, avalia o sócio da Pier Viagens. “Os navios têm verdadeiras clínicas de saúde, e alguns com tratamentos especializados, com profissionais de academia, aulas e oficinas específicas, proposta de gastronomia light”, descreve Jorge, ao afirmar que a procura por essa opção é alta. É uma proposta que alia programas luxuosos de spa com a possibilidade de navegar pelos oceanos de Europa, do Mediterrâneo, Caribe, Ásia. Segundo Jorge Jatobá, os cruzeiros temáticos que englobam propostas voltadas para a saúde têm muita procura desde 2005, quando um fluxo maior de cruzeiros começou a vir para o Brasil.

 

Uma das companhias de cruzeiros marítimos que oferece viagens temáticas com foco no bem-estar é a Costa Cruzeiros. Em seu portfólio há passeios a bordo do navio Costa Favolosa pelo litoral brasileiro. Nos programas Cruzeiro Fitness & Cruzeiro Bem-Estar, em seis noites, são oferecidas mais de 100 aulas de 20 modalidades diferentes aos hóspedes, além de palestras sobre alimentação, meditação e outros temas. O Costa Favolosa, que comporta 3.800 passageiros, oferece spa com academia, termas, piscinas e talassoterapia, salas de tratamento, sauna, banho turco e solarium de raios UVA. Com 12 andares, para percorrer todo o navio é preciso caminhar nada menos do que 5 km, o que já é um incentivo à atividade física em pleno alto-mar.

O transatlântico Costa Favolosa tem, entre outras facilidades, esta sala de massagens: cruzeiros voltados para o bem-estar no litoral brasileiro (Divulgação )
O transatlântico Costa Favolosa tem, entre outras facilidades, esta sala de massagens: cruzeiros voltados para o bem-estar no litoral brasileiro
 

LUGARES PARA VISITAR

Cinco destinos para se inspirar na próxima viagem e cuidar da saúde

 

èGuarapari, Espírito Santo: um dos destinos mais belos (e baratos) do Espírito Santo, fica a 51 km da capital, Vitória, e conta com diversas praias de areias monazíticas, que desfrutam de virtudes terapêuticas, segundo pesquisas divulgadas sobre o tema.

 

èPoços de Caldas, Minas Gerais: na cidade mineira, as Thermas Antônio Carlos são uma visita obrigatória. O balneário com aspectos arquitetônicos da década de 1930 conta com banho sulfuroso, escalda-pés, massagens e limpeza de pele. Os banhos em águas sulfurosas também são oferecidos no Balneário Mário Mourão.

 

èKarlovy Vary, República Tcheca: conhecida por suas águas termais com poder de cura, a pequena cidade é um reduto de hotéis e spas de luxo, arquitetura encantadora e paisagens de tirar o fôlego. A principal atração do país é fruto da junção dos rios Teplá e Ohre.

 

èMossoró, Rio Grande do Norte: a região é das únicas estâncias hidrotermais do Nordeste. Nela, as águas são ricas em cálcio, magnésio e ferro, minerais que trazem diversos benefícios terapêuticos, e posicionam a cidade como um dos principais destinos para o “turismo de saúde”.

 

èCaldas Novas, Goiás (foto): uma das estações de águas termais mais conhecidas do Brasil. As piscinas naturais de águas quentes têm temperaturas entre 30º C e 57º C e atraem anualmente diversos turistas que buscam efeitos terapêuticos.

 (CVC/Divulgação )
 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 67 | outubro