..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

GASTRÔ | NOVIDADES »

Hamburguerias da cidade investem em receitas inusitadas de milk-shake

Bebidas levam ingredientes que vão do algodão-doce ao bacon

Ana Teresa Malta - Publicação:11/06/2018 15:26Atualização:20/06/2018 17:32

A mistura de leite com sorvete batidos pode vir com bacon ou pipoca, levar uma dose de cachaça ou de uísque e trazer inspirações de sobremesas como pudim e crème brûlée. Com a explosão das hamburguerias artesanais, não foram apenas os sanduíches que mudaram. Os acompanhamentos também ganharam novas versões, como é o caso do milk-shake. Agora os sabores da moda são creme de avelã com cacau, cookies, leite em pó, achocolatado, paçoca, doce de leite e churros. Para se diferenciar, os proprietários e chefs das hamburguerias têm desenvolvido sabores únicos, com ingredientes incomuns para a bebida. Nem sempre as receitas mais ousadas atraem os clientes de cara, é verdade. Se algumas parecem estranhas à primeira vista, por outro lado, elas têm grandes chances de conquistar nos primeiros goles. Conheça algumas opções criativas servidas em Brasília.

 

MILK-SHAKE DE PIPOCA COM UÍSQUE

O milk-shake de pipoca da Durango Burger é um dos mais surpreendentes. “Tem muito cliente que acha estranho, pensa que vai ter casca”, conta o sócio Marcelo Ferreira. Mas ele explica que não é nada disso: “A receita foi uma parceria com a Monin [marca internacional de essências e xaropes].” É daí que vem o gosto de pipoca doce, caramelizada e torrada. Mais para efeitos decorativos, algumas pipocas são colocadas na parte de cima, no chantili. Outro milk-shake diferente da casa é Jack Shake, que combina uísque Jack Daniel’s com calda de frutas vermelhas e sorvete de creme. “Essa receita, trouxemos do Manatí Restaurante e Bar, outro empreendimento dos meus sócios, o Ronan e o Rodrigo Fiuza.” Há também uma versão sem álcool. Além desses, a Durango oferece milk-shake de paçoca com doce de leite e de Oreo (450 ml, R$ 18, cada um).

O milk-shake de pipoca é feito com sorvete de creme, essência de pipoca, caramelo e chantili (450 ml, R$ 18). E o Jack Shake leva sorvete de creme, calda de frutas vermelhas, uísque e chantili (450 ml, R$ 26) (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
O milk-shake de pipoca é feito com sorvete de creme, essência de pipoca, caramelo e chantili (450 ml, R$ 18). E o Jack Shake leva sorvete de creme, calda de frutas vermelhas, uísque e chantili (450 ml, R$ 26)
Marcelo Ferreira da Durango Burger  (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Marcelo Ferreira da Durango Burger
 

MILK-SHAKE DE CAIPIRINHA

Uma deliciosa torta de limão alcoólica. Esta é a melhor descrição do sabor do milk-shake de caipirinha da Burgster Hamburgueria. A bebida foi criada pela equipe jovem e animada da casa, envolvendo o chef Felipe Soares, o gerente Danilo Santos e o auxiliar de cozinha Albert Rocha. “Estamos com uma proposta de cozinha criativa e coletiva, todo mundo dá ideia e pensa junto”, diz o chef. A bebida começou a ser servida no fim de março como um sabor especial. Ela não entrou no cardápio fixo, mas também não tem data para acabar, será de acordo com a avaliação dos clientes. Uma ótima dica é experimentar o milk-shake de caipirinha nas noites de quinta a sábado, quando a Burgster tem música ao vivo, geralmente pop rock e MPB, das 19h30 às 23h. A hamburgueria também serve milk-shakes de Ovomaltine, cookies, paçoca e Nutella (410 ml, R$ 19,90, cada um).

O milk-shake de caipirinha leva sorvete de creme da Brazilian Ice Cream, cachaça 51, suco de limão, limão, açúcar, melaço e chantili (410 ml, R$ 17)   (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
O milk-shake de caipirinha leva sorvete de creme da Brazilian Ice Cream, cachaça 51, suco de limão, limão, açúcar, melaço e chantili (410 ml, R$ 17)
Felipe Soares, Albert Rocha e Danilo Santos são os criadores dos novos sabores de milkshake da Burgster (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Felipe Soares, Albert Rocha e Danilo Santos são os criadores dos novos sabores de milkshake da Burgster
 

MILK-SHAKE DE PUDIM

“A nossa proposta é de que o milk-shake seja a sobremesa da casa. Então, tudo que pensamos de sobremesa, fazemos em versão milk-shake”, explica a chef Renata Carvalho. A mais nova criação é o milk-shake de pudim, com aquele gostinho de caseiro. Todos os milk-shakes da Ricco Burger têm um toque de originalidade e evitam o uso de ingredientes mais industrializados que estão na moda, como Nutella e biscoito Oreo. O sabor mais pedido leva pedaços de um doce que faz bastante sucesso em Brasília: é o milk-shake de Bolo da Ivone, feito com sorvete batido com pedaços de bolo e calda de chocolate da Ivone. Outras opções são o Julieta, de sorvete batido com queijo cremoso e calda de goiabada cascão, e o Macaron & Cítrico, de sorvete com toque cítrico batido com macaron de mirtilo. Todos são feitos com o sorvete artesanal e custam R$ 22, cada um (350 ml). A hamburgueria também lança um “shake do mês”, por tempo limitado.

Milk-shake de pudim: feito com sorvete Fior di Latte, da Vai Bem Gelados, batido com pudim, calda de caramelo e um pudim por cima (350 ml, R$ 22) (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Milk-shake de pudim: feito com sorvete Fior di Latte, da Vai Bem Gelados, batido com pudim, calda de caramelo e um pudim por cima (350 ml, R$ 22)
Chef Renata Carvalho do Ricco Burguer (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Chef Renata Carvalho do Ricco Burguer
 

MILK-SHAKE DE BACON

Pode provar sem medo: o gosto de bacon é bastante suave. Ele está mais presente na farofinha de bacon que é polvilhada por cima. Ela confere um toque salgado e crocante à bebida, gerando um leve contraste com a doçura dos demais ingredientes, como o doce de leite e o sorvete de creme. O resultado pode quebrar as expectativas de quem deseja um sabor intenso de bacon (o que talvez não desse certo), mas sem dúvidas é um milk-shake saboroso.

O Bacon Shake leva sorvete de creme, bacon laminado por cima, farofinha de bacon e doce de leite (440 ml, R$ 23) (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
O Bacon Shake leva sorvete de creme, bacon laminado por cima, farofinha de bacon e doce de leite (440 ml, R$ 23)
 

Ainda assim, a proposta “assusta” um pouco. “Tem cliente que fica com receio de pedir e não gostar. Por isso, estamos pensando em oferecer amostras para as pessoas conhecerem”, conta João Pedro Cruz, proprietário da B, de burger. A casa oferece mais dois sabores da bebida: Churros e Oreo (440 ml, R$ 23, cada um). Todas as receitas são de criação da matriz, no Rio de Janeiro. Atualmente, a unidade de Brasília é a única fora da capital fluminense.

João Pedro Cruz da B de Burguer (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
João Pedro Cruz da B de Burguer
 

MILK-SHAKE DE CRÈME BRÛLÉE

Os milk-shakes da Páprica Burger não são coadjuvantes no cardápio. Fazem tanto sucesso quanto os hambúrgueres. O novo “shake da temporada” é o de crème brûlée, que deve ser oferecido na casa durante quatro meses. Todas as receitas são feitas a quatro mãos, pelos chefs e sócios Bruna Prieto e Lucas Arteado. “A nossa proposta é valorizar os ingredientes da melhor forma possível. Nada é comprado pronto, até o ketchup é de fabricação própria”, destaca Bruna. Ela diz que os milk-shakes têm uma venda parecida, com uma leve liderança do sabor de chocolate com molho de cacau belga. Outros sabores do cardápio são churros com crocante de canela, cheesecake com geleia artesanal de morango, framboesa com limão-siciliano e espuma de coco, e açaí com maracujá e granola artesanal. Os dois últimos são “shakes” sem “milk”, não levam leite. Todos a R$ 22, cada um (500 ml).

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Bruna Pietro do Páprica Burguer (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Bruna Pietro do Páprica Burguer
 

MILK-SHAKES S’MOORES E RÚSTICO

Para criar o milk-shake S’moores, Vanessa Meireles buscou inspiração na infância. Quando tinha 12 anos de idade, ela morou um semestre em Boston, onde conheceu bem os costumes norte-americanos. “Nos Estados Unidos é muito forte essa cultura de acampamento. O S’moores é uma receita preparada à beira da fogueira; eles colocam biscoito, marshmallow e chocolate. O nosso milk-shake é um S’moores desconstruído”, explica a sócia da Genuína Hamburgueria, localizada no Sudoeste.

O milk-shake S%u2019moores é feito com sorvete de baunilha %u2028batido com marshmallow, calda de chocolate separada e marshmallows maçaricados. Tem 500 ml e sai por R$ 26,17 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
O milk-shake S%u2019moores é feito com sorvete de baunilha %u2028batido com marshmallow, calda de chocolate separada e marshmallows maçaricados. Tem 500 ml e sai por R$ 26,17
 

A receita fez sucesso na casa antes mesmo de entrar oficialmente no cardápio. “Nós postamos logo algumas fotos no Instagram e as pessoas foram pedindo, todo mundo chega querendo o diferentão”, brinca Vanessa. “É bom misturar o milk-shake com a calda de chocolate, que vem separada. A ideia é se lambuzar. É igual ao nosso hambúrguer Sudoeste, que vem com muito queijo cheddar derretido”, compara o chef Bruno Coruja, que começou a comandar a cozinha do Genuína neste mês de abril.

 

Outro milk-shake que chama a atenção é o Rústico, principalmente pela forma como ele é servido: dentro de um coco. Tanto ele quanto o S’moores são milk-shakes saborosos, mas de sabor suave, mais neutro; o grande destaque fica na apresentação da bebida. Além desses dois, a casa serve o Maltino Shake, de Ovomaltine com calda de chocolate (500 ml, R$ 16,17).

Vanessa Meireles e Bruno Coruja da Genuína Hamburgueria (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Vanessa Meireles e Bruno Coruja da Genuína Hamburgueria

SERVIÇO

 

èB, de burger

Endereço: 402 Sul, bloco B – Asa Sul

Horário de funcionamento: segunda a quarta-feira, das 12h à 0h; quinta-feira a domingo, das 12h à 1h.

Telefone: 3322-9767

 

èBurgster Hamburgueria

Endereço: QE 32, bloco A, loja 14 — Guará II

Horário de funcionamento: diariamente, das 18h às 23h.

Telefone: (61) 3967-1100

 

èDurango Burger

Endereço: Rua 31 Sul, lote 9, loja 4 — Águas Claras

Horário de funcionamento: diariamente, a partir das 17h

Telefone: (61) 3553-8454

 

èGenuína Hamburgueria

Endereço: SHCSW 305, dentro do posto BR — Sudoeste

Horário de funcionamento: de segunda a quinta-feira, das 12h às 15h e das 18h às 23h; sexta e sábado, das 12h às 16h e das 18h à 1h; domingo, das 12h30 às 23h.

Telefone: (61) 3554-6567

 

èPáprica Burger

Endereço: Eixinho 204 Norte, dentro do posto Ipiranga / Setor Hoteleiro Sul – Quadra 3, ao lado do hotel Planalto Bittar

Horário de funcionamento: de domingo a quinta-feira, das 12h às 23h; sexta, sábado e véspera de feriado, das 12h à 0h.

Telefone: não tem / E-mail: contato@papricaburger.com

 

èRicco Burger

Endereço: CLS 306 – Asa Sul

Horário de funcionamento: terça a sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 23h.

Telefone: (61) 98317-1718

  

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 67 | outubro