..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Na mesa: coluna traz as mais recentes informações da gastronomia de Brasília

Julyerme Darverson - Publicação:06/11/2018 11:23Atualização:06/11/2018 11:52

SOB NOVA DIREÇÃO

Fechado durante um tempo e com o destino em suspense, o Le Vin Bistrô, no ParkShopping, acaba de ser reinaugurado. Com nova administração, o lugar vai conservar as características que consagraram o restaurante. Para a nova fase, os donos atuais, o casal Neila Guimarães e Paulo Henrique Costa, que também comanda o La Tambouille, convidou o chef Kenis Henon para liderar a cozinha do bistrô. “Temos uma clientela fiel e, por isso, queremos relembrar o Le Vin dos bons tempos. Como o chef Kenis já vinha apresentando bons resultados no La Tambouille, decidimos apostar na experiência dele para comandar as duas casas”, diz Neila. Os empresários e o chef decidiram manter o cardápio anterior, dando destaque aos pratos que são sucesso na casa. “Como o público procurou muito pelo lugar enquanto ele estava fechado, decidimos manter o cardápio e o mesmo nome. A novidade é que vamos trazer produtos ainda mais frescos e de qualidade, com pratos clássicos da culinária francesa. Os clientes gostam muito do que é servido aqui, então as nossas expectativas são as melhores possíveis”, ressalta Neila.

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
 

O BROWNIE É SUCESSO  

Da amizade que surgiu nos tempos de escola à parceria nos negócios: isso é um pouco da história de sucesso da Vai Bem Gelatos com a Mr. Brownie. Os sócios das duas marcas, Fillipe Janiques, Melissa Valim, Andrei Prates (Mr. Brownie) e Júlio Faccioli, decidiram se unir para produzir alguns dos produtos mais inusitados da capital federal: o picolé e o sorvete de brownie. “Quando estávamos planejando abrir a Vai Bem, decidimos que esse seria um dos sabores dos nossos produtos. A partir daí, iniciamos a parceria e fizemos o primeiro picolé de brownie de Brasília, quiçá do mundo”, conta Júlio. “Passamos, em média, duas semanas testando várias receitas até chegar à concepção final”, afirma Andrei. O sucesso é tão grande que são vendidos por mês, no Distrito Federal, cerca de 4 mil picolés, 2 mil potes de 150 ml e 850 potes de 500 ml do sorvete do sabor. “Já tivemos outros produtos sazonais nessa parceria, mas esses são os campeões de vendas”, destaca Andrei. “Temos um ritmo grande de inovação. Então, a qualquer momento, podemos trazer novidades dessa parceria”, completa Fillipe.

 (Fernando Pires/Esp. Encontro/DA Press)
 

A ESTRELA DA CASA

A Asa Norte ganhou mais um restaurante. O Soberani Steak, inaugurado na 706 Norte, é um misto de self-service com casa de carnes nobres. O negócio é uma aposta dos casais David Galleti e Camila Galleti, Mayara Campos e Wenderson dos Reis. No cardápio, são oferecidos mais de 50 pratos, além de diversos tipos de cortes de carne da raça angus. “Tudo começou quando conhecemos a carne angus, que é extremamente macia e saborosa. Notamos também uma deficiência na oferta do angus em churrascarias e até no à la carte”, conta Mayara. “Não queremos ser mais do mesmo, queremos fazer algo diferente na cidade. Nossos chefs, Evandro Rigote e Valdo de Jesus, são pessoas experientes, que trazem todo um diferencial na preparação dos pratos, carnes e molhos”, destaca David. “O nosso intuito, além da boa comida, é tornar o ambiente agradável e aconchegante”, diz Camila. O bufê completo custa 56,90 reais, o quilo. Aos sábados é servida a feijoada, que sai por 39,90 reais, por pessoa.

 (Rayan Ribeiro/Divulgação  )
 

CARNE À FRANCESA

Primeira butique de carnes ao estilo francês da cidade, a Blend Boucherie chega sob o comando do chef Marcelo Lopes e da restauratrice Naira Melo. O local escolhido foi a 412 Norte e tem capacidade para 80 lugares. No menu, cortes nobres, além de um variado e refinado rodízio de guarnições. “Já estava planejando há algum tempo abrir o meu restaurante. Após visitar o Rio de Janeiro, vi um modelo que me agradou muito e serviu de inspiração para a Blend Boucherie”, diz Marcelo. Entre os destaques de cortes especiais, o Filé de Macadâmia (R$ 61,90), Beef Ancho ((R$ 68,90) e Bife em Tiras (R$ 51), que trazem sete opções de molhos. “Não é um cardápio engessado. Temos uma variedade bem flexível, com opções de pratos da culinária mediterrânea”, conta o chef. À noite, o restaurante serve cinco opções de hambúrgueres artesanais e o cardápio traz ainda sobremesas, sucos especiais, milk-shakes, drinques, vinhos e rótulos de cervejas especiais.

 (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Filé de Macadâmia (R$ 61,90) (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
Filé de Macadâmia (R$ 61,90)

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 67 | outubro