LEITOR DO FUTURO

Projeto estimula leitura e escrita em viagem pelo mundo da comunicação

Leitor do Futuro reforça a importância da leitura e apresenta novas possibilidades de profissões em alguns dos principais meios de comunicação do país


Publicação: 30/01/2015 18:28 | Atualização: 11/08/2016 18:02

A educação deve ser uma prioridade quando o assunto é o desenvolvimento humano. Os novos conhecimentos são capazes de preparar o indivíduo para um outro plano, com maior crescimento pessoal, profissional e qualidade de vida. E por que não investir nesse crescimento e transformação social a partir do estímulo de duas habilidades tão fundamentais, que são a leitura e a escrita? Foi pensando nisso que a Fundação Assis Chateaubriand criou em 1993 o projeto Leitor do Futuro, com apoio institucional dos Diários Associados-DF.

A iniciativa proporciona a jovens dos ensinos fundamental e médio do Distrito Federal e entorno uma viagem pelo mundo da comunicação. A partir da visita aos jornais, rádio e emissora de televisão dos Diários Associados em Brasília, os participantes conhecem mais sobre a história e diferenças entre os meios de comunicação, além do processo de produção da notícia.

Eles caminham pelos bastidores das redações do Correio Braziliense e Aqui-DF e estúdios da rádio Clube FM e entram em contato com uma série de profissionais do mercado. Mais de 20 mil jovens já tiveram a oportunidade de fazer o passeio educativo, que integra o programa Formação integral, desenvolvido pela Fundação como complementação da educação básica.

Segundo a pedagoga responsável pelo projeto Leitor do Futuro, Girlaine Queiroz, o objetivo é proporcionar aos estudantes um olhar questionador e consciente sobre a sociedade que os envolve. “Isso se dá evidenciando a importância de se manter bem informado e adquirir o hábito da leitura como prática de seu cotidiano”, explica Girlaine.

Papel cidadão

Ela destaca que a abordagem é feita de forma leve e descontraída, à medida que se passa pelos corredores do grupo de comunicação. “É nesse contato com os alunos que levantamos pontos importantes sobre seu papel como cidadão na sociedade em que vivem”, afirma a pedagoga.

O resultado é bastante positivo, na avaliação de Girlaine: “Temos um retorno bem favorável das escolas que já nos visitaram. Relatos de mudanças expressivas no vocabulário, entusiasmo na escolha de uma profissão, criação de novos projetos escolares como criação de jornal de circulação interna na escola e tantas outras que se manifestam individualmente no dia a dia.”

Agenda aberta

Escolas de ensino fundamental e médio das redes pública e particular do Distrito Federal e Entorno, além de outras instituições que desenvolvem trabalhos com crianças e jovens, podem solicitar o agendamento de uma visita pelo projeto Leitor do Futuro. Informações: (61) 3214-1508 e leitordofuturo@facbrasil.org.br